Turnê Minha Pátria – Dia 02 – Araxá

Dia 02 - Turnê Minha Pátria - Araxá (38)

O segundo dia da Turnê Minha Pátria, 27 de junho de 2018, começou com despedidas. Ao dar a Deus a pequena cidade de Campos Altos, os alunos da Orquestra Jovem Gerais partiram para Araxá. Não sem deixar de comemorar o aniversário das gêmeas! A violinista e violista da OJG tiveram muitos abraços e felicitações de seus amigos.

Dia 02 - Turnê Minha Pátria - Araxá (13)

A turma chegou em Araxá cerca de quatro horas de viagem. Mesmo cansados do ritmo acelerado das turnês, não faltou disposição para músicas, conversas e diversão dentro do ônibus.
“Foi uma viagem boa. Quando deu duas horas de viagem, nós fizemos uma parada para comer e depois acabamos de chegar. Tivemos até um tempinho para conhecer os principais lugares da cidade. É bem bonito aqui.” Disse Pedro Augusto, aluno de fagote.

Durante a tarde, eles aproveitaram algumas horas para ensaiar o repertório. Esta é uma prática que, sempre que possível, a OJG mantem na programação. Os ensaios alinham e concentram os músicos, além de evitar imprevistos técnicos nos concertos.
“Os ensaios antes da apresentações são muito importantes para gente conhecer o lugar e poder passar o repertório direitinho e não termos surpresas na hora do concerto.” Aline, aluna de viola clássica.

 

Dia 02 - Turnê Minha Pátria - Araxá (24)

Dia 02 - Turnê Minha Pátria - Araxá (23)

O concerto

A apresentação em Araxá foi uma participação no VII Festival Literário de Araxá, evento que acontece entre os dias 27 de junho a 01 de julho na cidade mineira. Com o tema Alma, Leitura e Revolução, o festival propôs uma programação variada e diversa que atraiu bem o público.
“Eu gostei muito do FLI de Araxá! Eu nunca tinha ido em um festival de literatura e achei inusitado porque a entrada era gratuita. Tinha música, poesia e comida. Estava tudo ótimo!” Gustavo, aluno de oboé.

Em cada destino que a Orquestra Jovem Gerais se apresenta, procura-se deixar um presente às pessoas que recepcionaram todos os músicos e que acreditam no trabalho da OJG. Em Araxá, a turma entregou, simbolicamente, ao Hotel Nacional Previdência Inn.

Dia 02 - Turnê Minha Pátria - Araxá (48)

Dia 02 - Turnê Minha Pátria - Araxá (42)

Dia 02 - Turnê Minha Pátria - Araxá (62)

Dia 02 - Turnê Minha Pátria - Araxá (51)

A realização da Turnê Minha Pátria só é possível pela patrocínio e apoio de Ibiritermo, Supermix, Copasa, Governo de Minas Gerais, ArcelorMittal, Belgo Bekaert Arames, Tambasa Atacadista, Patrus Transportes, Via Jap, Puc Minas, C.M.D.C.A.C, Ministério da Cultura e Orquestra Filarmônica de Brasília.

Acompanhe a Turnê Minha Pátria pelo Instagram e Facebook.

Turnê Minha Pátria – Dia 01 – Campos Altos

O início!

Dia 01 - Turnê Minha Pátria - Campos Altos (35)

Dia 01 - Turnê Minha Pátria - Campos Altos (67)

Os 35 integrantes da Orquestra Jovem Gerais (OJG) começaram o dia 26 de junho de 2018 na cidade de Campos Altos, primeiro destino da Turnê Minha Pátria. Localizada a oeste de Minas Gerais, a cidadezinha abriga cerca de 13 mil habitantes e tem muitos lugares charmosos que encantam muitos visitantes.

Não foi diferente com os alunos da OJG. Depois de um saboroso almoço, um breve citytour foi realizado para que os músicos conhecessem a história de Campos Altos. A visita na Estação Ferroviária foi encantadora, mas conhecer o Santuário da cidade foi inspirador. “O lugar que eu mais gostei foi o santuário. A Nossa Senhora de Aparecida é muito grande, a segunda maior do Brasil. 17 metros. Foi legal também porque eu vi meus amigos se divertindo muito lá e conhecendo o lugar.” Clara, viola clássica.

A próxima atividade foi visitar a Corporação Musical Lira Santo Antônio, banda tradicional da cidade formada por 45 músicos – de 10 a 45 anos de idade. Com 60 anos de história, a Corporação também funciona como escola de música e oferece o aprendizado de teoria musical, musicalização, instrumentação, teclado, flauta, canto, violão, contrabaixo, bateria e acordeom.

“O ensaio foi muito bom. Os meninos da Corporação tocam muito bem. Deu pra perceber que eles estudam e levam a música a sério. Encaixou muito bem a nossa orquestra com a banda deles.” Diego, violino.

Dia 01 - Turnê Minha Pátria - Campos Altos (36)

 

CONCERTO DE ESTREIA DA TURNÊ MINHA PÁTRIA

Campos altos 1

A primeira apresentação é sempre especial. O Clube Social de Campos Altos teve o auditório lotado com os espectadores atentos. A apresentação contou, ainda, com a participação da banda Musical Lira Santo Antônio.

“Eu gostei muito do concerto de abertura da Turnê. Todo mundo da Lira recebeu a gente super bem. Gostaram muita da nossa participação e foram bem receptivos. Até os meninos de primeira viagem não ficaram tão nervosos e deu tudo certo.” Nicolle, aluna de violino.

Depois da apresentação, o maestro Renato Pedroso foi presenteado com livro, CD e DVD da banda Lira Santo Antônio.

Dia 01 - Turnê Minha Pátria - Campos Altos (20)

E a Turnê Minha Pátria continua! O próximo destino será a cidade mineira Araxá.

A realização da Turnê Minha Pátria só é possível pela patrocínio e apoio de Ibiritermo, Supermix, Copasa, Governo de Minas Gerais, ArcelorMittal, Belgo Bekaert Arames, Tambasa Atacadista, Patrus Transportes, Via Jap, Puc Minas, C.M.D.C.A.C e Ministério da Cultura.

Dia 01 - Turnê Minha Pátria - Campos Altos (5)

Acompanhe a turnê pelo Instagram e Facebook.

Turnê Minha Pátria ganha novos destinos

Músicos da Ong garantem animação e boa música no concerto

A Orquestra Jovem Gerais (OJG) promove novos destinos para a Turnê Minha Pátria: Goiânia (GO), Brasília (DF), Araxá (MG) e Campos Altos (MG). Todos com entrada gratuita e com repertório brasileiro, os músicos prometem contagiar a todos com boa música e charme mineiro. A Turnê ocorrerá entre os dias 26 de junho até 03 de julho.

Como continuação da proposta de levar a música brasileira aos amigos latinos, a Orquestra Jovem Gerais decidiu prolongar o repertório da Turnê América do Sul 2017 e dar o gostinho do concerto aos brasileiros também. A escolha de músicas feitas por compositores brasileiros como César Guerra-Peixe, Heitor Villa-Lobos, Tom Jobim, Pixinguinha e obras que fizeram sucesso na voz de grandes intérpretes, como Elis Regina, foram selecionadas visando representar cada canto do país.

“É um privilégio maravilhoso que a Orquestra está tendo de conhecer a diversidade cultural. Estar presente e vivenciar um pouco desta cultura ajuda a reconhecer as variadas culturas como uma identidade nacional. É valorizar a rica diversidade que forma o patrimônio brasileiro, a diversidade étnica e a cultura formam a sociedade brasileira.” disse o maestro Renato Pedroso.

Além de Goiânia, a segunda edição da Turnê Minha Pátria vai passar pelas cidades de Campos Altos (MG), Araxá (MG), Caldas Novas (GO) e Brasília. Em março deste ano, a Turnê passou pelos estados da Bahia, Rio de Janeiro e pela cidade Entre Rios de Minas, localizada no interior de Minas Gerais. Este é um projeto que consiste na realização de um intercâmbio cultural e musical em todas as regiões do Brasil. Cerca de 35 membros da OJG participam de cada turnê. Concertos, participações em eventos, visitas a outras entidades e city tours fazem parte da programação para com os jovens atendidos.

Turnês e prêmios pelo mundo

Ao longo dos 20 anos da Orquestra Jovem Gerais, 1.500 alunos passaram pela ONG. Desde o ano 2000, muitos jovens já participaram de turnês internacionais e nacionais e já se apresentaram em vários países como EUA, Inglaterra, Espanha, Alemanha, França, Itália e Japão. A Orquestra Jovem Gerais já obteve várias premiações, como o “Musicistas sem Fronteiras”, da Associação Internacional de Voluntariado da Itália em 2004, “Título de Honra ao Mérito da Câmara Municipal de Contagem” em 1999, “Cidadania Cultural”, da Secretaria de Educação, Esportes e Cultura de Contagem em 2005 e Primeiro lugar no Folklore Ensemble/AICE Viena (Áustria) em 2008.

Cerca de 250 mil espectadores já assistiram aos concertos de música orquestral erudita e popular da OJG, que já somam mais de 400 apresentações. A instituição desenvolve arte, cultura e educação na vida de seus alunos, que são moradores de localidades em situação de vulnerabilidade social da Região Metropolitana de Belo Horizonte. A obra social foi idealizada por Renato Almeida e Rosiane Reis, atuais coordenadores da entidade.

 

 

CONCERTO ORQUESTRA JOVEM GERAIS – TURNÊ MINHA PÁTRIA

Campos Altos

Onde: Clube Social de Campos Altos

Rua: Doutor Getúlio Portela, 30 – Centro – Campos Altos/ MG

Quando: 26 de junho, às 20h

Entrada gratuita – Retirada na bilheteria

 

Araxá

Onde: Tauá Grande Hotel de Araxá

Rua: Águas do Araxá, s/n – Barreiro – Araxá/ MG

Quando: 27 de junho, às 20h

Entrada gratuita – Retirada na bilheteria

 

Goiânia

Onde: Espaço Sonhus

Rua: Vinte e Um, 10 – St. Central, Goiânia – Goiás

Quando: 29 de junho, às 20h

Entrada gratuita – Retirada na bilheteria

 

Brasília

Onde: Casa Thomas Jefferson

Rua: Setor de Grandes Áreas Norte, 606 – Asa Norte – Brasília/ DF

Quando: 02 de julho, às 19h

Entrada gratuita – Retirada na bilheteria

 

Facebook 

Instagram

DIA 6 – OJG encerra a Turnê com visita ao Lar da Criança, em Salvador

Dia 6 (127) Depois de um descanso no mar de Salvador, praia de Jaguaripe, os músicos da Orquestra Jovem Gerais seguiram para alegrar a tarde das crianças e adolescentes atendidas pelo Lar da Criança, no último dia da Turnê Minha Pátria.

“Foi uma experiência muito renovadora. As crianças nos receberam muito bem e gostaram muito da nossa apresentação. Acho que eles gostaram também de tocar e conhecer os instrumentos, ficaram muito felizes. Isso mudou o dia deles e o nosso, porque com a Orquestra sempre temos experiências muito diferentes. Foi fofo!” contou a violinista Giovanna Lucília.

IMG_7574IMG_7572Inspirado no sonho de Dulce Maria Goulart de Freitas, servidora do Juizado de Menores, em 1963 o Lar da Criança foi fundado com o objetivo de atender crianças de até cinco anos de idade, com a possibilidade de permanência até os 18 anos.

Devido ao curto tempo da visita, um repertório enxuto foi preparado para que as crianças conhecessem e aproveitassem a Turnê Minha Pátria. Canções como Fico assim sem você, Mourão e alguns trechos de hits do momento alegraram as crianças, que se arriscaram a segurar e a experimentar os instrumentos.

Durante o encontro, os músicos foram surpreendidos por um sorteio de 3 ovos de páscoa organizado pelas crianças do Lar. Cada criança sorteou um ovo e os ganhadores foram a violista Clara, o trompetista João Pedro e o tchelista Pedro Arthur. IMG_7599IMG_7597IMG_7598

As crianças atendidas são recebidas com uma estrutura física semelhante a um lar convencional, justamente na tentativa de representar um ambiente familiar aconchegado. Em cada pequeno olhar, há uma história. No Lar estão crianças em situação de abandono, em processo de adoção, vítimas de maus tratos e envolvidas em outros históricos familiares complicados. Apesar de terem apoio psicológico, social e pedagógicos, visitas que levam amor e esperança aos atendidos fazem toda a diferença.

Mora em Salvador e deseja ser voluntário do Lar das Crianças? Saiba mais informações através do telefone (71) 3244-3795 e nas Redes Sociais e o Site Oficial da Instituição.   

Depois de uma ótima tarde com as crianças, os integrantes a Orquestra visitaram o Elevador Lacerda, para encerrar a turnê com uma linda vista de Salvador.Dia 6 (165)

Obrigada, Ibiritermo, Supermix, Copasa, Governo de Minas Gerais, ArcelorMittal, Belgo Bekaert Arames, Tambasa Atacadista, Patrus Transportes, Via Jap, Puc Minas, C.M.D.C.A.C e Ministério da Cultura por acreditarem neste sonho!

 

Veja mais fotos aqui.

DIA 5 – Conhecendo a cidade mais velha do Brasil

IMG_7331

Passados os compromissos com os concertos, o 5º dia da Turnê Minha Pátria foi dedicado ao lazer. Guiados pela Regis, os alunos da Orquestra Jovem Gerais conheceram o Centro Histórico de Salvador – Igreja do Bonfim, Monte Serrá, Mercado Modelo, Pelourinho, Elevador Lacerda, Farol da Barra, Dique do Tororó e Arena Fonte Nova.

IMG_7451IMG_7474

Esta foi a primeira vez do oboísta Gustavo Batista no Centro Histórico de Salvador. “É bem bonito você pensar na história que já aconteceu nesse lugar. É meio que “estou pisando aqui, mas teve gente importante que já pisou aqui também.” disse o músico.

Um fator que chamou a atenção dos alunos da OJG foi a quantidade de igrejas, exatamente 372, de estilos diferentes – do Barroco ao Neoclássico – existentes no Centro Histórico. Gustavo admirou com a beleza e arquitetura que elas apresentam. “A forma que elas foram construídas e as histórias que já aconteceram nelas são bem legais.” concluiu.

IMG_7476A tour pela Cidade Histórica de Salvador foi maravilhosamente bela! A sensação de estar em outro tempo e outro lugar é presente a todo instante. Todos as casas, ruelas, morros e a gastronomia contribuem para deixar o ambiente único, além do sotaque charmoso dos baianos. Ainda foi possível ver o lugar e o trajeto feito por Michael Jackson na gravação do videoclip de They Don’t Care About Us, nas ruas do Pelourinho.

Enquanto uns apreciavam as igrejas e faziam compras, outros aproveitaram o tempo para saborear o que a gastronomia baiana tem de melhor. Marcos Rodrigues experimentou o acarajé em Minas Gerais e, de visita à Bahia, não deixou a oportunidade de degustar o  aperitivo original. “Além de tudo, eu vi como é o preparo. Vi que ela bateu a massa, esquentou o dendê pra poder ser feito. Assim… a pimenta pega! Tirando a pimenta que é muito forte, é uma delícia. Acho que não vale a pena ir à Bahia e não experimentar o acarajé. O sufixo acara- significa bola de fogo e -jé significa comer, na língua yoruba. Comer bola de fogo.

IMG_7540Salvador foi inaugurada em 1594, o que a faz carregar o título de cidade mais velha do Brasil. Territorialmente, a cidade é dividida entre Cidade Alta – formada pelo Pelourinho, Centro Histórico de Salvador, Praças, Palácios e pelo primeiro elevador urbano do mundo, o Elevador Lacerda (1873) – e a Cidade Baixa é a parte litorânea de Salvador.

Para encerrar a noite de forma mágica, os integrantes da Orquestra Jovem Gerais foram convidados apreciar o concerto da Orquestra Sinfônica da Bahia  do “Cine Concerto – Especial Aniversário de Salvador”, em concerto especial de aniversário da Bahia comemorando 469 anos. O repertório foi inspirado em trilhas sonoras de filmes clássicos e o espetáculo, além da Orquestra, teve participações performáticas dos fãs de Harry Potter, Star Wars, Piratas do Caribe e muitos outros temas. Foi um show de inspiração para os alunos da Orquestra Jovem Gerais.

20180329_190457“Esse concerto foi tão bom que passou uma energia muito boa. Toda vez que eles faziam alguma coisa diferente, a gente ficava encantado! Olhando eles tocarem tão bem dá vontade de estudar mais e mais para conseguir passar para as pessoas a emoção que a gente sentiu.” afirmou a violinista Lorrane Araújo.

O vlog de hoje foi feito por Kênia, Luana e Pedro. Confira!

Obrigada, Ibiritermo, Supermix, Copasa, Governo de Minas Gerais, ArcelorMittal, Belgo Bekaert Arames, Tambasa Atacadista, Patrus Transportes, Via Jap, Puc Minas, C.M.D.C.A.C e Ministério da Cultura por acreditarem neste sonho!

Veja mais fotos aqui.