Turnê Minha Pátria – Dia 01 – Campos Altos

O início!

Dia 01 - Turnê Minha Pátria - Campos Altos (35)

Dia 01 - Turnê Minha Pátria - Campos Altos (67)

Os 35 integrantes da Orquestra Jovem Gerais (OJG) começaram o dia 26 de junho de 2018 na cidade de Campos Altos, primeiro destino da Turnê Minha Pátria. Localizada a oeste de Minas Gerais, a cidadezinha abriga cerca de 13 mil habitantes e tem muitos lugares charmosos que encantam muitos visitantes.

Não foi diferente com os alunos da OJG. Depois de um saboroso almoço, um breve citytour foi realizado para que os músicos conhecessem a história de Campos Altos. A visita na Estação Ferroviária foi encantadora, mas conhecer o Santuário da cidade foi inspirador. “O lugar que eu mais gostei foi o santuário. A Nossa Senhora de Aparecida é muito grande, a segunda maior do Brasil. 17 metros. Foi legal também porque eu vi meus amigos se divertindo muito lá e conhecendo o lugar.” Clara, viola clássica.

A próxima atividade foi visitar a Corporação Musical Lira Santo Antônio, banda tradicional da cidade formada por 45 músicos – de 10 a 45 anos de idade. Com 60 anos de história, a Corporação também funciona como escola de música e oferece o aprendizado de teoria musical, musicalização, instrumentação, teclado, flauta, canto, violão, contrabaixo, bateria e acordeom.

“O ensaio foi muito bom. Os meninos da Corporação tocam muito bem. Deu pra perceber que eles estudam e levam a música a sério. Encaixou muito bem a nossa orquestra com a banda deles.” Diego, violino.

Dia 01 - Turnê Minha Pátria - Campos Altos (36)

 

CONCERTO DE ESTREIA DA TURNÊ MINHA PÁTRIA

Campos altos 1

A primeira apresentação é sempre especial. O Clube Social de Campos Altos teve o auditório lotado com os espectadores atentos. A apresentação contou, ainda, com a participação da banda Musical Lira Santo Antônio.

“Eu gostei muito do concerto de abertura da Turnê. Todo mundo da Lira recebeu a gente super bem. Gostaram muita da nossa participação e foram bem receptivos. Até os meninos de primeira viagem não ficaram tão nervosos e deu tudo certo.” Nicolle, aluna de violino.

Depois da apresentação, o maestro Renato Pedroso foi presenteado com livro, CD e DVD da banda Lira Santo Antônio.

Dia 01 - Turnê Minha Pátria - Campos Altos (20)

E a Turnê Minha Pátria continua! O próximo destino será a cidade mineira Araxá.

A realização da Turnê Minha Pátria só é possível pela patrocínio e apoio de Ibiritermo, Supermix, Copasa, Governo de Minas Gerais, ArcelorMittal, Belgo Bekaert Arames, Tambasa Atacadista, Patrus Transportes, Via Jap, Puc Minas, C.M.D.C.A.C e Ministério da Cultura.

Dia 01 - Turnê Minha Pátria - Campos Altos (5)

Acompanhe a turnê pelo Instagram e Facebook.

Entrega de medalha ao prof. Matheus

IMG_8428

No mês de julho, nos despedimos temporariamente de um querido professor, que teve os primeiros ensinamentos como músico na Orquestra Jovem Gerais. Matheus Felipe Lessa Oliveira, hoje aos 23 anos, entrou na OJG aos 13 anos, foi aluno, monitor e professor de violino na Ong. Este ano viaja para a Austrália com o intuito de dar continuidade aos estudos de pós-graduação.

Tudo começou quando Rosiane Reis, atual coordenadora da OJG, convidava alunos a participarem de aula de flauta doce nas escolas municipais de Contagem.

“Lembro que ela passou uma vez na sala perguntando quem queria fazer aula de flauta doce. No dia, ela tocou e mostrou um pouco do instrumento. Uns amigos entraram e me deu vontade de fazer as aulas também.”

Matheus era uma criança tímida, tinha alguns poucos amigos. “Com o tempo eu fui me acostumando e adaptando com os amigos que fui fazendo na Orquestra. Comecei a me expressar e a conversar melhor.”
No começo, como estudar violino era uma atividade extra – além da escola – e com os pais trabalhando o dia inteiro, era interessante para Matheus não ficar à toa na casa da avó.

IMG_8467

IMG_8435

IMG_8487

Os alunos que se destacavam nas aulas de flauta doce, eram convidados a participarem do projeto na sede. E como violino é um instrumento conhecido, todo mundo queria.

“Eu fiquei com medo de não conseguir o violino. No dia que fui buscar o instrumento, me disseram que eu iria estudar viola clássica, mas não tinham mais. Então, eu acabei ficando com o violino mesmo.”

A FACULDADE

“Não pensava nunca em ir para faculdade, nem viajar com a Orquestra. Eu fazia como uma atividade extra mesmo. Quando eu tinha uns 16 anos que começou a ter monitoria na OJG. Queria muito ser monitor e comecei a pensar no que eu iria fazer depois que saísse da Orquestra. Foi nesse período que comecei a estudar e me dedicar mais no violino. Conseguir ser monitor e ensinar aos novos alunos me ajudou bastante a escolher fazer faculdade de música. Na faculdade eu tive a certeza de que queria dar aulas. Aprendi isso aqui na Orquestra.”

O FUTURO
Matheus participou de três turnês com a Orquestra Jovem Gerais: Alemanha e República Tcheca, em 2010, Estados Unidos, em 2013 e Japão, em 2016. “A turnê que mais me marcou foi a primeira que eu participei. Nunca tinha saído do Brasil, e ir para a Europa no verão foi muito bom. Os países ficam muito bonitos e eu gostei muito deles.”
No mês de julho, Matheus vai para Austrália, em Melbourne, fazer dois cursos de Especialização em Educação Infantil para trabalhar com crianças de 3 a 5 anos e Especialização no Método Suzuki, durante 2 anos. “Como eu já estudei violino na graduação, agora vou me preparar para a área de educação para juntar os dois conhecimentos e aplicar depois. Eu sempre tive o sonho de morar fora do Brasil – ainda mais participando das viagens da Orquestra, que deixa aquele gostinho de viajar sempre mais. Durante minha faculdade eu já estava me preparando para isso.”

A DESPEDIDA

Bem emocionados, os alunos de Matheus prepararam uma sessão cinema para encerrar o ciclo com boas lembranças. Os pequenos violinistas levaram pipoca, salgados, biscoitos, refrigerante e suco para assistir alguns episódios com o querido professor.

“Eu estou com meus alunos desde 2016 e, antes disso, eu sempre via eles na Orquestra. Eu vi todo o crescimento e avanço no instrumento de cada um e isso me deixa muito feliz. Fico triste de não poder carregar todos comigo, mas feliz porque fiz um bom trabalho com eles e tenho certeza que eles vão continuar fazendo um ótimo trabalho com o próximo professor.”

O diretor da OJG, José Eustáquio, oficializou a permanência e dedicação do professor Matheus com a Ong durante todos esses 12 anos. Em cerimônia, o sr. Eustáquio entregou uma medalha de Honra ao Mérito e com belas palavras desejou boa viagem ao Matheus. Por fim, os colegas de trabalho cantaram e tocaram uma música para homenageá-lo.

Turnê Minha Pátria ganha novos destinos

Músicos da Ong garantem animação e boa música no concerto

A Orquestra Jovem Gerais (OJG) promove novos destinos para a Turnê Minha Pátria: Goiânia (GO), Brasília (DF), Araxá (MG) e Campos Altos (MG). Todos com entrada gratuita e com repertório brasileiro, os músicos prometem contagiar a todos com boa música e charme mineiro. A Turnê ocorrerá entre os dias 26 de junho até 03 de julho.

Como continuação da proposta de levar a música brasileira aos amigos latinos, a Orquestra Jovem Gerais decidiu prolongar o repertório da Turnê América do Sul 2017 e dar o gostinho do concerto aos brasileiros também. A escolha de músicas feitas por compositores brasileiros como César Guerra-Peixe, Heitor Villa-Lobos, Tom Jobim, Pixinguinha e obras que fizeram sucesso na voz de grandes intérpretes, como Elis Regina, foram selecionadas visando representar cada canto do país.

“É um privilégio maravilhoso que a Orquestra está tendo de conhecer a diversidade cultural. Estar presente e vivenciar um pouco desta cultura ajuda a reconhecer as variadas culturas como uma identidade nacional. É valorizar a rica diversidade que forma o patrimônio brasileiro, a diversidade étnica e a cultura formam a sociedade brasileira.” disse o maestro Renato Pedroso.

Além de Goiânia, a segunda edição da Turnê Minha Pátria vai passar pelas cidades de Campos Altos (MG), Araxá (MG), Caldas Novas (GO) e Brasília. Em março deste ano, a Turnê passou pelos estados da Bahia, Rio de Janeiro e pela cidade Entre Rios de Minas, localizada no interior de Minas Gerais. Este é um projeto que consiste na realização de um intercâmbio cultural e musical em todas as regiões do Brasil. Cerca de 35 membros da OJG participam de cada turnê. Concertos, participações em eventos, visitas a outras entidades e city tours fazem parte da programação para com os jovens atendidos.

Turnês e prêmios pelo mundo

Ao longo dos 20 anos da Orquestra Jovem Gerais, 1.500 alunos passaram pela ONG. Desde o ano 2000, muitos jovens já participaram de turnês internacionais e nacionais e já se apresentaram em vários países como EUA, Inglaterra, Espanha, Alemanha, França, Itália e Japão. A Orquestra Jovem Gerais já obteve várias premiações, como o “Musicistas sem Fronteiras”, da Associação Internacional de Voluntariado da Itália em 2004, “Título de Honra ao Mérito da Câmara Municipal de Contagem” em 1999, “Cidadania Cultural”, da Secretaria de Educação, Esportes e Cultura de Contagem em 2005 e Primeiro lugar no Folklore Ensemble/AICE Viena (Áustria) em 2008.

Cerca de 250 mil espectadores já assistiram aos concertos de música orquestral erudita e popular da OJG, que já somam mais de 400 apresentações. A instituição desenvolve arte, cultura e educação na vida de seus alunos, que são moradores de localidades em situação de vulnerabilidade social da Região Metropolitana de Belo Horizonte. A obra social foi idealizada por Renato Almeida e Rosiane Reis, atuais coordenadores da entidade.

 

 

CONCERTO ORQUESTRA JOVEM GERAIS – TURNÊ MINHA PÁTRIA

Campos Altos

Onde: Clube Social de Campos Altos

Rua: Doutor Getúlio Portela, 30 – Centro – Campos Altos/ MG

Quando: 26 de junho, às 20h

Entrada gratuita – Retirada na bilheteria

 

Araxá

Onde: Tauá Grande Hotel de Araxá

Rua: Águas do Araxá, s/n – Barreiro – Araxá/ MG

Quando: 27 de junho, às 20h

Entrada gratuita – Retirada na bilheteria

 

Goiânia

Onde: Espaço Sonhus

Rua: Vinte e Um, 10 – St. Central, Goiânia – Goiás

Quando: 29 de junho, às 20h

Entrada gratuita – Retirada na bilheteria

 

Brasília

Onde: Casa Thomas Jefferson

Rua: Setor de Grandes Áreas Norte, 606 – Asa Norte – Brasília/ DF

Quando: 02 de julho, às 19h

Entrada gratuita – Retirada na bilheteria

 

Facebook 

Instagram